Carapebus News
Cotação
RSS

Começa a vacinação contra o HPV em 34 postos de Macaée dos distritos

Publicado em 10/03/2014 Editoria: Saúde sem comentários Comente! Imprimir


A vacina estará disponível durante todo o ano nos postos da rede

A vacina estará disponível durante todo o ano nos postos da rede

Nesta segunda-feira (10), começou a vacinação contra o papiloma vírus humano (HPV) de meninas com idade entre 11 e 13 anos. A primeira dose será ministrada até o final deste mês em todas as 34 salas de vacinação da cidade e dos distritos da região serrana. A vacina deve ser aplicada em três doses para a prevenção do câncer de colo de útero. Em todo o mundo, O HPV é o responsável por cerca de 70% dos casos desse tipo de câncer, a segunda principal causa de morte entre as mulheres.

Para receber a vacina, basta que a menina apresente um documento de identidade ou a Certidão de Nascimento em uma das unidades de Estratégia de Saúde da Família (ESF) ou ainda no Centro de Saúde Dr. Jorge Caldas ou Pronto Socorro do Aeroporto. Não é preciso estar em jejum, apresentar Cartão de Vacinação, ou estar acompanhada. A única recomendação é que a jovem não esteja grávida. No Centro de Saúde Dr. Jorge Caldas, a vacinação está sendo feita das 8 às 16 horas, sem interrupção para almoço. Mas os horários de atendimento podem variar nas demais unidades de saúde.

É importante ressaltar que essa vacina não protege contra outras Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs). O Ministério da Saúde indica o uso de preservativos para a prevenção das demais DSTs. A vacina contra o HPV não apresenta efeitos colaterais. Em caso de dor local, a recomendação da coordenadora de Imunização de Macaé, Cláudia Campanati, é a aplicação de gelo. Uma febre baixa pode se apresentar. A segunda dose deve ser tomada seis meses após a primeira e a terceira cinco anos depois. As jovens recebem um Cartão de Comprovação de Vacinação - HPV que as ajudará a lembrar dessa programação.

Assim que chegam aos postos, as meninas são informadas sobre a importância das três doses da vacina para a prevenção do câncer de colo do útero. 
- Não doeu. Sei que é melhor prevenir a doença. Vou voltar para tomar as outras duas doses. Não vou me esquecer, disse Vitória Kelvilin, 13 anos, depois de receber a vacina.

Sua mãe,  a merendeira moradora do bairro Barreto, Maria Lúcia da Silva Pinto, 52, além de levar a filha, acompanhava duas amigas da menina. "Resolvi vir no primeiro dia para garantir a vacina que é muito importante. Sempre oriento minha filha sobre a prevenção das doenças", ressaltou. 
Também a dona de casa moradora do Visconde, Simone Malaquias Peixoto, 33, disse que conversa com a filha, Lorhana, 11,  sobre todos os tipos de prevenção. "Quanto mais cedo melhor", enfatizou.

Lorhana também disse que a injeção não doeu. "Recomendo que todas venham tomar a vacina para cuidar de sua saúde", aconselhou. 
A vacina estará disponível durante todo o ano nos postos da rede. A meta do Ministério da Saúde é a redução da incidência do câncer de colo de útero no país. Em 2015, a vacina será oferecida para meninas de 9 a 11 anos. 

› FONTE: Macaé News (www.macaenews.com.br)


sem comentários

Deixe o seu comentário

Digite as palavras abaixo: